Livro Carolina

Product/Service


O livro “Carolina” nasceu da vontade do médico Leo Carvalho de compartilhar com a sua sobrinha carinho e valores sobre a vida.

Foi inicialmente uma demonstração de afeto. Única!
Acabou se tornando um presente, não só para a Carolina, mas para o mundo todo e já está na segunda edição.

Para ajudar a passar o sentimento expressado no texto Leo contratou o seu grande amigo e designer André Solano para ilustrar o livro.

“Esse livro teve o intuito de ser um presente para a minha sobrinha, mas acabou sendo um presente para mim também".

Com um texto simples, de fácil leitura, "Carolina" nos traz uma reflexão sobre o que é realmente importante. Coisas aparentemente tão simples e que, às vezes, na correria do dia, são esquecidas. O livro nos faz perceber a falta que essas pequenas coisas nos fazem.

A obra do Leo foi aclamada pela crítica. O retorno do público se resumiu em manifestações como:

“Um livro que nos faz refletir. Simples e marcante. Para todas as idades. Parabéns!”

“É um livro para Carolinas, Marcelos, Renatas, Paulos, Marianas... Um livro escrito para crianças que estão virando jovens adultos. Lembra que o sentimento do amor e da amizade existem e são os ingredientes mais importantes da vida.”

Por abordar assuntos gerais e valores da vida a obra conquistou leitores de todas as idades e profissões com sua simplicidade e doçura.

“Esse livro deveria ser entregue junto com o RG das pessoas”, comenta Marco Luque, um dos melhores amigos do Leo e responsável pelo prefácio da segunda edição.

Esperamos que a aventura da leitura seja extremamente divertida e edificante como foi para o Leo o processo da escrita.

Divirtam-se!!

0:06
Vamos começar a semana pensando nisso?? A Habilidade Rara do Perdão! Leiam o 6º capítulo! Boa semana!!! <3 Capítulo 6: A habilidade rara do perdão Na vida vamos magoar e vamos ser magoados. Faz parte. Vamos nos magoar com atitudes mal intencionadas. E também com atitudes sem querer. Vamos magoar por falta de cuidado. Vamos magoar sem querer. O importante é após sentir fisicamente o desconforto da mágoa, antes de continuar a sofrer, dimensionar a causa com bom senso e equilíbrio. Não cultive mágoa. Só faz mal a você. Dimensione. Quanto mais correto o tamanho mais tranqüila a lida. Não sofra sem precisar. Sofra se precisar. Na vida vamos magoar e vamos ser magoados. Sua vivência trará para você a capacidade de avaliar melhor as intenções e os gestos. Os seus e os dos outros. O equilíbrio tão necessário entre o que é discursado e o que é feito. Preste atenção. Agora, todo mundo sabe o que é certo e o que é errado. Não menospreze essa capacidade em ninguém. Então perdoe mas não esqueça o que foi feito. Seja perdoada e não esqueça o que fez. Não sabote sua auto-avaliação. Então aprimore e não esqueça o que foi aprendido. Perdoe e se desprenda. Avalie a sua habilidade de perdoar usando a lembrança do ocorrido. Se houver leveza, houve perdão. Tenha retidão para ter tranqüilidade na sua consciência. Tenha retidão para ter paz e bons sonos. Tenha retidão para caminhar tranqüila. Para viver em paz. Tenha retidão para errar menos, principalmente com você. Tenha tranqüilidade para afastar quem não capricha na intenção ou no gesto, tenha paciência para não afastar quem capricha. Ninguém vai acertar tudo. Só não seja tolerante com os comportamentos de índole que não se alinham com o seu caráter. Só não seja tolerante com as atitudes que você não acredita e conscientemente não compreende. É assim que é. São muitos os encontros. Serão muitos desencontros. Busque sintonia de valores. Busque semelhança nas essências. E diferenças nas traquinagens. Perdoe com plenitude. Perdoar é conseguir olhar com conforto. É além de olhar indiferente. Perdoar é conseguir olhar com leveza. E não tem nada a ver com esquecer. Perdoe. A gente muda a sensação e não o fato. A gente troca as pessoas e não as atitudes delas. A gente escolhe carregar ou não carregar inquietudes. A gente escolhe o nosso jeito mais sadio de olhar. A gente troca as nossas escolhas e não as escolhas dos outros. Perdoar tem um componente de humildade e de compreensão. De tolerância. Perdoar é mais fácil quando a gente compreende e enxerga os nossos limites. Os defeitos e a quantidade deles. Por que nos facilita tolerar os limites do outro. Às vezes o melhor do outro está aquém das nossas expectativas. Às vezes a expectativa do outro está além das nossas capacidades. Perdoar não é manifestar conivência com as intenções e gestos dos outros que não se alinham aos seus valores e suas crenças. Perdoar é uma atitude de compaixão. De compreensão das reais diferenças intelectuais e de alma que existem pela nossa individualidade. Perdoar é compreender essas diferenças com humildade. Perdoar é, sobretudo, manifestar esperança no outro e na capacidade que temos de melhorar. Melhore. Perdoando mais. Melhore. Para pedir menos perdão. Tenha esperança no outro. Tenha fé em você. Prepare-se. Seja elaboradamente simples. Seja responsável e livre. Divirta-se!
3 years ago
0:08
Bom dia!! Capítulo 1: O mundo não é bom nem ruim O mundo não é bom nem ruim. Não existe essa relação. O mundo é diferente. Para cada um de nós. Porque somos seres humanos únicos. Únicos. E como olhamos, mesmo quando para mesma direção, de pontos de vistas distintos, não podemos enxergar o mundo da mesma forma. E como só existimos o que vemos, não existem então, dois mundos iguais. Perceber isso cedo ou o quanto antes é ótimo. Porque ao mesmo tempo em que te dá a responsabilidade de construir o seu futuro, te dá também a liberdade de construir o seu futuro. É ótimo isso! Liberdade. É bom saber variar. E é normal que tudo varie. Vida reta é vida chata. Ser humano bom é ser humano que tem tempero. Tem complexidade de sabor e gostos simples. Tem capacidade de rir e de chorar bastante. Com permissão nas duas situações por saber que o mundo não vai acabar. Achando leveza na condução serena da hora triste e doída, achando paz na percepção construída do segundo pleno e feliz. Quanto mais nos diferenciamos menos expostos ficamos a uma seleção que acontece naturalmente. Prepare-se. Seja elaboradamente simples. Seja responsável e livre. Divirta-se! O mundo não é bom. Não existe essa definição. Ele é indiferente. O mundo caminha independentemente de qualquer nosso caminhar. Ver o mundo é olhar distraído. Enxergar as pessoas é olhar construído. Quando a gente olha para as pessoas a gente percebe a individualidade. E nenhum será igual a você ou ao outro. Pela atenção e pela tolerância escolha, por sintonia de caráter e de alegria, quem você quer perto de você e quando. É com as suas pessoas que você poderá fazer do seu mundo um mundo melhor. E são as suas as que não deixarão o resto do mundo interferir. Prepare-se. Seja elaboradamente simples. Seja responsável e livre. Divirta-se! O mundo não é ruim. Existe essa definição. Ele é do tamanho, e da cor, e da altura dos seus sonhos. Mas ele depende da sua capacidade de sonhar. Vejo em você uma capacidade gigante e, além, uma enorme naturalidade para voar. Mas você só vai aproveitar toda essa bênção se aprender o tamanho do mundo e das pessoas, os ventos das dores e das alegrias, a altura dos seus rasantes e dos seus vôos altos. Prepare-se. Seja elaboradamente simples. Seja responsável e livre. Divirta-se! O mundo não é bom nem ruim, querida. Ele é dinâmico. O mundo é cada segundo. E já não é mais no segundo seguinte. Construa o seu mundo aos segundos. Construa-o com a leveza de saber que, ao mesmo tempo em que alguns passam sem que os notemos, outros são eternos e inesquecíveis. Construa os inesquecíveis aos milhões e permita a você a leveza de não se lembrar e até de se desfazer de alguns. Mas sempre busque viver todos e cada um deles. Prepare-se. Seja elaboradamente simples. Seja responsável e livre. Divirta-se! Enfim, o mundo não pode ser classificado como bom ou ruim. É irreal essa afirmação. Mas é muito real, muito real, a conexão que existe entre nossas escolhas e atos, e a forma com que veremos o mundo. Se você deixar esmorecer suas crenças e sua infinita capacidade de lutar, verá um mundo sem cor e sem perspectiva. Se você expandir e engrandecer com dedicação e persistência suas fés e virtudes, viverá sua vida num mundo que será bom por que você o verá com esperança.
3 years ago