Rosacruz Áurea

Nonprofit Organization

A Rosacruz Áurea é uma Escola Espiritual para todos o que não se satisfazem com as coisas do mundo e buscam o sentido mais profundo de suas existências.


A Rosacruz Áurea está ligada à corrente gnóstica. A Gnosis (do grego) é o conhecimento superior que incita o homem a descobrir em si mesmo a centelha de Espírito pela qual ele pode se voltar para o absoluto.
Marcada pelo pensamento hermético que deu origem a tantas filosofias libertadoras, escolas de pensamento e movimentos espirituais, a corrente gnóstica é a base de toda a vida espiritual do Ocidente e do Oriente Médio. Ela ilumina todas as grandes civilizações. Essênios, cristãos gnósticos, cultos dos mistérios, maniqueus, cátaros, alquimistas e rosacruzes dão testemunho da continuidade dessa corrente.
Em contraposição ao comportamento dogmático ordinário, esses grupos mantiveram viva a tradição de uma salvação pelo conhecimento interior: a Gnosis.
Herdeira dessa tradição gnóstica que vivifica no presente, a Rosacruz Áurea responde hoje a uma tripla missão:
Relembrar aos homens a nobreza do estado humano verdadeiro, para convidá-los a empreender o caminho do Renascimento da sua alma;
Dar a conhecer as consequências práticas desse Caminho, isto é, as etapas desse processo de mudança interior;
Oferecer-lhes os meios concretos para percorrer o caminho proposto, graças a atividades espirituais em sintonia com o ensinamento do cristianismo interior

Definição
A Rosacruz Áurea é uma Escola de cunho espiritual cuja missão é possibilitar o retorno ao campo divino original daqueles que já não se satisfazem com as coisas do mundo e buscam descobrir o sentido mais profundo de sua existência.
Sua tarefa é reconduzir os homens que procuram o sentido profundo da sua existência ao estado de homem verdadeiro no seu verdadeiro campo de vida: o reino original da Luz.
Na mais pura tradição das Escolas dos Mistérios, a Rosacruz Áurea mostra que, além do jogo mental e emocional, vibra o princípio original e imutável de Luz, a centelha do Espírito, cujo despertar abre o caminho da verdadeira vida e permite ao homem penetrar nos Mistérios.
Sobre essa base, ela tem em vista o nascimento de um pensamento completamente novo que permite aos homens reencontrar livremente o seu destino original.
Origem
A Fraternidade da Rosacruz manifestou-se pela primeira vez na Europa em 1614.
Incitando a um renascimento do pensamento hermético e gnóstico, ela intenta com os seus escritos reanimar o profundo valor libertador do Cristianismo Original: a ressurreição do homem interior.
Ela apresenta ao mundo uma reforma geral das artes, das ciências e das religiões, uma vasta síntese de Bondade, Verdade e Justiça, na qual os esforços humanos poderiam se orientar para a realização do objetivo elevado da Vida.
Os seus enviados contam-se entre os maiores espíritos da época: J. V. Andrea, A. Comenius, J. Boehme e muitos outros. Através do mito de Cristão Rosacruz (o cristão que deixa desabrochar a Rosa da alma livre na cruz do seu próprio corpo, por meio de toda uma transformação alquímica), é apresentada uma renovação total do homem e da humanidade.
Em nossa época, Jan van Rijckenborgh e Catharose de Petri, ao fundarem a Rosacruz Áurea, tiveram por tarefa revelar claramente os ensinamentos espirituais ainda velados nesses textos do passado. Desse modo, eles tornaram atuais e acessíveis a todos o ensinamento e o caminho de libertação do homem alma-espírito, do homem-microcosmo, imagem e resumo do universo.
Tradições e referências
Muitos foram os que deixaram traços luminosos na memória dos homens por terem criado escolas e movimentos que tiveram esse mesmo sublime objetivo: Hermes, Zoroastro, Buda, Jesus, Mani etc.
Por estar em comunhão com esses testemunhos, a Rosacruz Áurea revivifica, em poder e força, essas verdades eternas no coração dos homens que são dignos de vivênciá-las atualmente.
Do Egito (o Templo do homem), da Grécia (as escolas dos Mistérios), dos essênios ao puro cristianismo dos primeiros séculos, do cristianismo cósmico de Mani e dos cátaros aos alquimistas e aos rosacruzes, por toda a parte irradia essa mesma Idéia-Força universal:
O Homem, pensamento divino, chave do universo, é ilimitado na sua consciência. No seu coração reside todo o Plano do devir universal, mas é necessário que ele renasça para essa dimensão.
Noções - Chave
A Rosacruz Áurea perpetua a grande tradição gnóstica que é subjacente a todas as correntes espirituais que marcaram a história dos homens: o ensinamento universal da libertação. Em todos os movimentos gnósticos encontram-se pontos característicos:
O homem não pertence só a esta natureza, pertence também a um mundo original perfeito de que guardou a nostalgia;
Ele sente-se estrangeiro nesta natureza, porque possui no seu coração uma centelha da vida original;
Nessa centelha da absoluta perfeição, nessa “Rosa do Espírito”, encontra-se o plano de regresso, a possibilidade da reconstrução do ser perfeito que ele é em essência;
Ser de carne e de sangue sujeito ao domínio desta natureza, ele possui contudo uma consciência cujas possibilidades, uma vez ligadas à centelha da origem, libertam o Conhecimento - a Gnosis - do caminho de regresso à sua Pátria verdadeira;
Um imenso processo, que deve ocorrer nele enquanto ainda vive, pode fazer nascer uma nova consciência e, com base na aspiração ao regresso, levá-lo ao estado de homem verdadeiro;
Esse processo implica o conhecimento do plano (iniciação) e um comportamento (rejeição do ego, amor por todos, libertação de todos os condicionamentos mentais e emocionais) que ligue o candidato às forças espirituais que realizarão nele a transfiguração.
Este saber só pode ser transmitido por aqueles que realizaram em si mesmos esta ressurreição da consciência original.